VISITE O GRAND CENTRAL TERMINAL

DESCUBRA A JOIA REAL DA CIDADE DE NOVA YORK

Deixe-se conduzir pela beleza icônica e pelo legado eterno do Grand Central Terminal. Este marco histórico mundialmente famoso no centro de Manhattan não é apenas uma central de transporte: é também um destino para compras, refeições e cultura, com 65 lojas, 35 lugares onde comer e uma programação completa de eventos, tudo isso reunido sob um mesmo teto espetacular.

Aberto ao público em fevereiro de 1913, o Grand Central Terminal tem sua história fundamentada em engenharia excepcional, sobrevivência e renascimento. Em 1978, o arquiteto Philip Johnson e a primeira-dama Jacqueline Kennedy Onassis fizeram uma campanha para formalizar o status de marco histórico do Terminal, garantindo que o prédio atendesse às gerações futuras de nova-iorquinos.

A GENTE SE ENCONTRA NO RELÓGIO

O Grand Central Terminal é uma das maiores realizações arquitetônicas do país, além de ponto de encontro não oficial em Nova York, e lá milhares de pessoas combinam encontrar pessoas queridas todos os dias, próximo ao relógio de opala do balcão de informações localizado no saguão principal (conhecido como Main Concourse).

Saudado como um templo para o passageiro habitual, este prédio em estilo de catedral foi construído para homenagear vocês, seus visitantes.

VIAJANDO PELA ESTAÇÃO GRAND CENTRAL

O Grand Central Terminal está localizado em 89 East 42nd Street (com Park Avenue). Mais de 250.000 pessoas transitam pela estação Grand Central todos os dias, em trens Metro-North, no metrô e em ônibus da cidade de Nova York. Prepare-se para sua próxima viagem com uma pequena ajuda da MTA Metro-North Railroad.

Main Concourse - After

PLANEJE SUA VISITA

O Grand Central Terminal está aberto todos os dias, de 5h30 às 2h00; no entanto, o horário das lojas e restaurantes pode variar, e por isso recomendamos visitar as páginas de cada local.

Localizada na esquina da Park Avenue com a Rua 42 (mais exatamente em 89 East 42nd Street!), a estação Grand Central pode ser acessada facilmente a pé ou de metrô, ônibus ou trem Metro-North. Para obter mais informações sobre como chegar lá, visite nossa página de transporte ou role a página até o mapa.

Observe que o Terminal não oferece serviço de depósito de bagagens. Planeje com antecedência.

Acessibilidade: o Terminal tem acesso para portadores de deficiência. Dispomos de elevadores públicos e rampas que ajudam os visitantes a se locomover sem usar as escadas. Consulte nosso diretório para ver os locais exatos. O Terminal não oferece aluguel de cadeiras de rodas.

Para outras dúvidas, visite nossa página de Perguntas frequentes.

Estamos empolgados para ver você iniciar sua aventura na estação Grand Central. É hora de embarcar!

O QUE FAZER

Faça um tour! Você pode ver o Grand Central Terminal de perto em um excelente tour guiado ou explorá-lo por conta própria com nosso tour de áudio individual! Saiba mais sobre nossas opções de tour aqui.

Se quiser jantar sob as estrelas, suba até o Cipriani Dolci, ou delicie-se com um coquetel no The Campbell.

Para um lanche rápido, dirija-se à praça de alimentação. Alguém quer um hambúrguer do Shake Shack ou uma refeição inesquecível no histórico Oyster Bar & Restaurant?

Visite o Grand Central Market se estiver em busca de uma experiência de compras inigualável. Encontre todos os ingredientes para uma refeição deliciosa em locais como Murray’s Cheese, Eli Zabar’s Farm to Table e Pescatore Seafood Company.

TETO DO MAIN CONCOURSE

O teto abobadado do imenso Main Concourse apresenta as 12 constelações do zodíaco com pintura folheada a ouro, além de 2.500 estrelas, sendo 59 com iluminação de LED. Você sabia que esse zodíaco foi pintado ao contrário? Ninguém sabe ao certo a razão do engano, mas segundo o fundador e benfeitor da estação Grand Central, Cornelius Vanderbilt, isso não foi um acidente.  A intenção era que o zodíaco fosse visto de uma perspectiva divina, em vez de humana, dentro desse seu templo do transporte.

Se você olhar bem para o zodíaco no teto, ao lado de Câncer, o caranguejo, você verá um pequeno tijolo escuro. Esse tijolo mostra como era o teto antes da limpeza realizada durante o projeto de restauração que ocorreu nos anos 1990. Por que o tijolo ficou tão sujo? Pensava-se que o motivo fosse fuligem e outros detritos dos trens. Na verdade, 70% da sujeira era formada por nicotina e alcatrão dos cigarros fumados quando isso ainda era permitido no prédio!

Main Concourse 4 - After

RELÓGIO DO BALCÃO DE INFORMAÇÕES

O grande destaque da estação Grand Central, este marco do Main Concourse é o ponto de encontro favorito! Nos guichês desse balcão, são respondidas mais de 1.000 perguntas por dia. O relógio — como todos os relógios do Grand Central Terminal — é ajustado segundo o relógio atômico do Observatório Naval dos EUA em Bethesda, Maryland, com margem de erro de até 1 segundo a cada 20 bilhões de anos! O famoso relógio de opala que repousa sobre o balcão de informações está avaliado em US$ 20 milhões.

 

The Clocks of Grand Central

WHISPERING GALLERY

Na Galeria do Sussurro, os arcos rebaixados de cerâmica com azulejos Guastavino, ao lado do Grand Central Oyster Bar & Restaurant, criam um fenômeno acústico que permite conversar com alguém posicionado no canto oposto. Chame um amigo, encoste a cabeça no outro canto e experimente!

Depois de explorar a galeria, faça uma parada na centenária ostraria e delicie-se com ostras e clam chowder.

GRAND CENTRAL MARKET

Com 13 fornecedores locais de produtos frescos, ingredientes gourmet e iguarias, o Grand Central Market é um mercado de alimentos em estilo europeu que impressiona igualmente visitantes e locais. Só o mercado recebe 10.000 visitantes por dia!

O Grand Central Market está aberto todos os dias. Você chega lá pelo lado direito do Main Concourse perto do Trilho 19, pelo metrô 4/5/6 na Lexington Passage, pela Graybar Passage ou pela Lexington Ave com a Rua 43.

People in the Market

RELÓGIO DA TIFFANY E VIADUTO DA PARK AVENUE

Saia para a Rua 42 com Park Avenue para ver o segundo relógio mais famoso da estação Grand Central! Adornado com estátuas de deuses gregos que representam as virtudes da ferrovia (velocidade/Mercúrio, força/Hércules e intelecto/Minerva), o Relógio da Tiffany tem diâmetro de quatro metros e é o maior exemplo dos vidros Tiffany em todo o mundo. A estátua de quase 15 metros de altura e peso de 1.500 toneladas, intitulada “Transportation, levou sete anos para ficar pronta.

O viaduto Pershing Square em frente ao Grand Central Terminal brilha com iluminação colorida que reconhece as diversas épocas e feriados ao longo do ano. A iluminação serve como um farol para que os pedestres da Rua 42 encontrem o caminho para o Terminal.

Tiffany Clock and Park Avenue Viaduct

The CAMPBELL BAR

O The Campbell Bar é um atestado da grandiosidade de outra época. Beberique um coquetel neste salão espetacular, que já foi o escritório e salão de festas de John W. Campbell, um financista da Era do Jazz que fazia parte do Conselho da New York Central Railroad. Restaurado recentemente à sua grandeza original pelo The Gerber Group, o The Campbell exibe inúmeros detalhes de design com inspiração florentina do século 13, incluindo tetos pintados à mão com 7,5 metros de altura, uma imponente lareira em pedra, o cofre pessoal de aço de Campbell, um janelão centenário em ferro e vidro e carpintaria original.

The Campbell bar in GCT

VANDERBILT TENNIS CLUB

O Anexo, um ambiente pouco conhecido no quarto andar, abriga uma quadra de tênis aberta ao público, que pode ser acessada pelo elevador da rampa do Oyster Bar. Esse espaço já foi uma galeria de arte, um estúdio da CBS e até mesmo uma pista de esqui indoor de quase 20 metros de extensão. Profissionais como John McEnroe e as irmãs Williams já jogaram nesta quadra com vista para a Park Avenue. O clube também possui quadra de tênis júnior, duas pistas de prática e uma academia.

The Vanderbilt Tennis player

DETALHES ARQUITETÔNICOS

Detalhes de folhas e frutos de carvalho

Detalhes arquitetônicos de folhas e frutos de carvalho decoram o Terminal como símbolos da família Vanderbilt, que financiou a construção do prédio. “Do fruto nasce um imponente carvalho” era o lema da família Vanderbilt.  Preste atenção às luminárias, à ponta do relógio do balcão de informações e aos elevadores, e você verá como esses ornamentos estão por toda a parte.

Lâmpadas expostas

Você percebeu que todas as lâmpadas do Terminal estão expostas? Na era da invenção da eletricidade, os Vanderbilts queriam exibir esse novo poderio elétrico — e a ferrovia elétrica – que eles tinham financiado.

OUTROS PONTOS DE INTERESSE

Se tiver tempo, não esqueça de visitar estes outros locais durante sua visita:

  • O Jackie Kennedy Onassis Foyer na Rua 42 com a Park Ave.
  • O Vanderbilt Hall, a antiga sala de espera principal, agora é um amplo espaço para eventos com cinco candelabros impressionantes.
  • Great Northern Food Hall—A única praça de alimentação dinamarquesa da cidade de Nova York apresenta cinco pavilhões, um restaurante e um bar na ala oeste do Vanderbilt Hall.
  • A praça de alimentação no andar inferior, com mais de 20 opções de refeições rápidas para todos os gostos.
  • A galeria e o anexo do New York Transit Museum para exposições temporárias e uma loja de presentes.
The level of Dining Concourse